Brasil



Quarta-Feira, 23 de Julho de 2014
Tamanho do texto:
  • Aumentar Texto
  • Texto Normal
  • Diminuir Texto
Home Ensino Superior Licenciaturas Licenciatura Plena em Pedagogia

Licenciatura Plena em Pedagogia

Licenciatura Plena em Pedagogia

 

1. Apresentação

O Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Pará - IFPA, no âmbito de suas atribuições e responsabilidade social no campo do ensino, pesquisa e extensão apresentam a proposta do Curso Superior de Formação de Professor na Educação Básica, na modalidade Educação à Distância com o objetivo de alcançar os professores da rede municipal dos diversos municípios paraenses que ainda não possuem graduação plena no magistério superior, para que possam ser favorecidos na formação docente e no conteúdo do desenvolvimento da prática educativa.

 

2. Objetivos

Os professores que serão habilitados pelo Curso de Graduação em Pedagogia-Licenciatura deverão ser capazes de, nas condições de formação inicial ou continuada, desenvolver continuamente as seguintes competências:

  • Pautar-se por princípios de ética democrática; dignidade humana, justiça, respeito mútuo, participação, responsabilidade, diálogo e solidariedade, atuando como profissionais e cidadãos.
  • Utilizar conhecimentos sobre a realidade econômica, cultural, política e social brasileira paracompreender o contexto e as relações em que está escrita a prática educativa.
  • Orientar suas escolhas e decisões metodológicas e didáticas por princípios éticos e por princípios epistemológicos coerentes.
  • Gerir a classe, a organização do trabalho, estabelecendo uma relação de confiança com os alunos.
  • Intervir nas situações educativas com sensibilidade, acolhimento e afirmação responsável de sua autoridade.
  • Criar, planejar, realizar, gerir e avaliar situações didáticas eficazes para a aprendizagem e para o desenvolvimento dos alunos, utilizando o conhecimento das áreas a serem ensinadas, das temáticas sociais transversais do currículo escolar, bem como as respectivas didáticas.
  • Utilizar diferentes materiais e recursos para utilização didática, diversificando as possíveis atividades e potencializando seu uso em diferentes situações.
  • Utilizar o conhecimento sobre a legislação que rege sua atividade profissional.
  • Melhorar, de modo satisfatório, a qualidade do ensino.
  • Integrar, efetivamente, a Escola com o mundo.
  • Gerenciar o próprio desenvolvimento profissional.
  • Comprometer-se com os valores estéticos, políticos e éticos, inspiradores da sociedade democrática.


3. Perfil Profissional

A proposta pedagógica implementada pelo IFPA define o seguinte perfil:

  • Estar em permanente contato com pesquisas e experiências na área de Educação, realimentando permanentemente a dinâmica do ensinar versus aprender;
  • Posicionar-se de maneira crítica responsável e construtiva nas diferentes situações do cotidiano escolar, utilizando diálogo como forma de mediar conflitos e de tomar decisões coletivas;
  • Reconhecer e valorizar a pluralidade sociocultural brasileira e de outras nações, posicionando-se contra qualquer discriminação baseada em diferenças culturais, classe social, crença, sexo, etnia ou outras características individuais;
  • Utilizar diferentes fontes de informação e recursos tecnológicos para adquirir e construir conhecimentos;
  • Zelar pela aprendizagem dos alunos;
  • Colaborar com atividades de articulação da escola com as famílias e a comunidade. 

 

 

4. Organização Curricular

MODÚLO DE NIVELAMENTO
Disciplinas
CH
Semanal
CH
Total
Fundamentos em Informática
40
100h
Técnicas Operacionais de Recursos Didáticos
40
Introdução a EAD
20
1° SEMESTRE
2° SEMESTRE
Disciplinas
CH
Semanal
CH
Total
Disciplinas
CH
Semanal
CH
Total
Viven. na Prát. Edu.  I (Obs. e Docen. na Edu. Infantil) 
 
80
Viven. na Prát. Edu.  II  (Obs. e Docen. nas Séries Ini. do Ens. Fund.)
 
80
Tecnologias de Informática aplicada à Educação
 
60
Psicologia da Aprendizagem e Desenvolvimento
 
80
Intro. a Língua Bras. de Sinais
 
40
Corporeidade e Educação
 
80
Antropologia Educacional
 
60
Filosofia da Educação
 
80
Leitura e Produção de Texto
 
80
Políticas Educacionais
 
80
Didática I
 
60
Sociologia da Educação
 
80
História da Educação Brasileira
 
60
Fund. Teóricos e Metodológicos do Ensino da Geografia
 
100
Relações para os Étnicos Raciais
 
40
Seminário Temático de Gestão da Edu e Proj. Educacionais
 
60
 Seminário Temático de Prática Educativa na Educação Infantil
 
60
 
 
 
TOTAL
 
540h
TOTAL
 
640h
3° SEMESTRE
4° SEMESTRE
Disciplinas
CH
Semanal
CH
Total
Disciplinas
CH
Semanal
CH
Total
Vivencia na Prát. Educativa III (Obs. do Ens. Médio Regular e Profissionalizante)
 
80
Vivencia na Prát. Educativa IV (Gest. e Coord. Projetos Educacionais)
 
80
Estatística Aplicada à Educação
 
60
Gest. dos Sist. e Uni. Educacionais
 
100
Fund. Teóricos e Met. do Ensino das Ciências
 
100
Fund. Teóricos e Met. do Ensino da Arte e Educação
 
100
Ludicidade e Educação
 
60
Fund. Teóricos e Met. do Ensino da Língua Portuguesa
 
100
Educação e Meio Ambiente
 
60
Planej. Estratégico Educacional
 
60
Fund. Teóricos e Metodológicos do Ensino da História
 
100
Concepções de Currículo
 
60
Educação e Problemas Regionais
 
40
Coordenação Pedagógica em Ambientes Escolares
 
60
Psicogênese da Linguagem Oral e Escrita
 
60
Seminário Temático sobre Prát. Pedagógicas em Gest. e Coord. de Projetos Educacionais
 
60
Seminário Temático sobre Prát. Educativa no Ens. Médio Regular e Profissionalizante
 
60
 
 
 
TOTAL
 
640h
TOTAL
 
620h
5° SEMESTRE
6° SEMESTRE
Disciplinas
CH
Semanal
CH
Total
Disciplinas
CH
Semanal
CH
Total
Vivencia na Prática Educativa V (Exército Profissional de Org. Escolares e Não Escolares)
 
80
Avaliação Educacional
 
40
Didática II
 
60
Pesquisa Educacional
 
60
Fund. Teóricos e Met. da Educação Infantil
 
100
Educação para a Diversidade
 
40
Coordenadora Pedagógica em Ambientes não Escolares
 
60
TAC
 
120
Fund. Teóricos e Meto. do Ensino da Matemática
 
100
Atividades Complementares
 
 20
Met. da Pesquisa Cientifica
 
60
 
 
 
Seminário Temático sobre Prát. Pedagógicas em Exército Profissional de Org. Escolares e Não Escolares
 
60
 
 
 
TOTAL
 
560h
TOTAL
 
2.260h
Carga Horária Total do Curso: 3.900h
 

 

 

 

5. Ementário

 

 

 

 

6. Prática Educativa

 

 

 

 

 

1. Prática Docente, que busca contextualizar os conhecimentos desenvolvidos em torno dos eixos formativos, favorecendo ao futuro professor uma visão concreta da realidade na qual irão atuar profissionalmente. 

2. Atividades Complementares: de Ensino e/ou de Pesquisa e/ou de Extensão.  Seminário Integrador: socialização das experiências das práticas vivenciadas. 

3. Atividades relacionadas aos Princípios e Métodos de Gestão Escolar Integrada e Gestão Estratégica de Pessoas nos seguintes aspectos: 

 

  • Liderança, recursos humanos; 

  • A complexidade da gestão em sala de aula; 

  • Formação e atuação da equipe técnico-pedagógica da escola; 

  • Inteligência e emoção; 

  • O estudo da motivação; 

  • Mecanismos de feedback; 

  • Comunicação humana. 

7. Estágio

A proposta de estágio do Curso de Licenciatura em Pedagogia na modalidade a distância do IFPA, atendendo ao Parecer CNE/CP nº 3, de 21 de fevereiro de 2006, homologado em 10/04/06 – publicado no D.O.U. 11/04/06, Artigo 4º o curso de Licenciatura em Pedagogia destina-se à formação de professores para exercer funções de magistério na Educação Infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental; nos cursos de Ensino Médio, na modalidade Normal; de Educação Profissional na área de serviços e apoio escolar e em outras áreas nas quais sejam previstos conhecimentos pedagógicos como:  

 

  • Professor em escolas da rede pública e privada;

  • Coordenador de escolas da rede pública e privada; 

  • Supervisor de ensino do sistema público, estadual e municipal; 

  • Assessor Pedagógico; 

  • Participação da gestão das instituições escolares e não-escolares; 

  • Atuação em Clínicas Psicopedagógicas

  • Programa de terapia ocupacional; 

  • Seleção e treinamento de pessoal em empresas; 

  • Organizações não Governamentais; 

  • Atuação na elaboração, implementação, coordenação, acompanhamento e avaliação do Projeto Político Pedagógico – PPP; 

  • Serviços de difusão cultural e de comunicação de massa: rádio, jornais, revistas, televisão, editoras, agências de publicidade, etc.  

 

 

 

Espera-se do profissional de Pedagogia capacidade de construção de conhecimentos, habilidades e competências que lhe permitam uma inserção no mundo contemporâneo, como docente/pesquisador/gestor de processos pedagógicos que envolvem crianças, jovens e/ou adultos, em instituições escolares e não escolares. 

 

 

O Estágio será realizado a partir do 1º semestre do Curso, dividido em 6 módulos de acordo com o quadro a seguir:  

 

Campos de Atuação

CH

a) Observação e docência na Educação Infantil

80

b) Observação e docência nas séries iniciais do ensino fundamental.

80

c) Atuação na Gestão Escolar, planejamento e organização das instituições escolares e não escolares.

80

d) Docência no ensino médio – formação de docentes.

80

e) Produção e difusão do conhecimento no campo educacional

80

Carga Horária Total

400


 

 

8. Avaliação

Serão elementos básicos para a avaliação do acadêmico: 

 

 

a) A avaliação deve ocorrer de maneira contínua e progressiva, abrangendo todos os momentos do curso. 

 

 

b) A avaliação deve abrange os múltiplos aspectos de aprendizagem e, indo além da aferição de conhecimento, considera atitudes, comportamentos, compromisso com o trabalho, entre outros pontos A sistemática da avaliação seguirá os seguintes passos:

 

 

  • A avaliação será diagnóstica, formativa, permanente, contínua e cumulativa, com a finalidade de acompanhar e aperfeiçoar o processo de aprendizagem dos alunos, obedecendo à ordenação e a seqüência de ensino bem como a orientação do currículo;

  • Como forma de avaliação serão utilizados instrumentos escritos de sondagem, acompanhamento e avaliação específica das aquisições dos conhecimentos e competências;

  • Caberá ao corpo de professores tutores estabelecerem normas e diretrizes em relação aos instrumentos a serem utilizados no processo de avaliação;

  • Serão considerados itens importantes para a avaliação, o interesse e a participação dos acadêmicos nos trabalhos de campo e práticas de laboratórios;

  • Os resultados das avaliações serão expressos através de notas numa escala de 0 (zero) a 10 (dez);

  • Para aprovação do curso, o acadêmico deverá participar obrigatoriamente das atividades à distância e deverá cumprir no mínimo, 75% de freqüência encontros presenciais.

  • Os resultados a cada final de bimestre serão transcritos pela Gerência de Registros Acadêmicos nos documentos escolares e comunicado aos alunos através de internet ou FAX.

  • Os trabalhos individuais, correspondentes às notas parciais, terão as seguintes opções de entrega: 

  • Ao professor, nos encontros presenciais.

  • Pela internet, por meio da opção disponível na página do curso.

  • Por FAX. 

  • A avaliação dos alunos será da responsabilidade dos professores e ocorrerá durante o curso, procurando considerar diferentes atividades e apoio total do coordenador do pólo no município, tais como: 

  • Avaliações presenciais sobre conteúdos específicos das disciplinas do Curso;

  • Participação das atividades propostas no pólo;

  • Participação nas atividades propostas no ambiente de aprendizagem;

  • Desempenho geral durante o desenvolvimento do curso;

  •  Desenvolvimento das atividades propostas. 

A avaliação deverá ser especificada no plano de ensino de cada disciplina respeitando as normas do IFPA e em conformidade com os critérios aprovados pelo Gerencia de Informação e Registro Acadêmico e Discente – DRIAC.  

9. Trabalho Acadêmico de Conclusão - TAC

  • Os Temas para desenvolvimento, apresentação e avaliação dos trabalhos, poderão ser eleitos tanto na Área Específica quanto na Área de Educação;

  • Os procedimentos metodológicos para o desenvolvimento do TAC deverão ser contemplados em duas etapas com 80h cada e presencialmente;

  • Na primeira etapa, no 5º semestre, os acadêmicos receberão todas as orientações sobre a normatização, incluindo relatórios, resenhas, resumos, etc. Nessa etapa, apenas o professor da metodologia científica será o orientador até a confecção de um pré-projeto.

  • Na segunda etapa, no 6º semestre, a organização e orientação do trabalho acadêmico, será distribuída entre os professores orientadores, com uma média de (5) cinco alunos para cada professor-orientador; ao final dessa etapa haverá a qualificação dos trabalhos.

  • Após a segunda etapa, haverá a socialização dos temas eleitos para uma banca composta por dois avaliadores e o professor-orientador para que o trabalho receba uma nota entre 0 e 10. Fica aberto, no caso do acadêmico poder convidar familiares e amigos.

  • Os professores orientadores serão os responsáveis pela organização da banca e das fichas avaliativas;

  • As duas etapas deverão ocorrer em períodos distintos das demais atividades acadêmicas presenciais.  

 

 

10. Legislação Pertinente

 

 

 


 

11. Coordenação do Curso

 

 

 

Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

 

 

 

 

Profª. Sônia de Fátima Rodrigues Santos.  

  • A Constituição da Republica Federativa do Brasil, de 1988, art.205;

  • Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional-9394/96, art.3º inciso VII art.9º 13, 43, 61, 62, 64, 65 e 67;

  • Plano Nacional de Educação - Lei nº10.172/2001, especialmente no seu item IV, Magistério da Educação Básica, que define as diretrizes, os objetivos e metas, relativas à formação profissional inicial para docente da Educação Básica;

  • Parecer CNE/CP nº9/2001, que defini as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura em graduação plena;

  • Parecer CNE/CP nº27/2001, item 3.6, alínea “c”, do parecer CNE/CP nº 9/2001, que dispõe sobre as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de Licenciatura, de graduação plena;

  • Parecer CNE/CP nº28/2001 que dá nova redação ao Parecer CNE/CP nº21/2001, estabelecendo a duração e a carga horária do curso Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena;

  • Parecer CNE/CPnº5/2005, que trata das diretrizes curriculares Nacionais para o Curso de Pedagogia.

  • Resolução CNE/CP nº1/2002, que institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena;
    Resolução CNE/CP nº2/2002, que institui a duração e a carga horária dos cursos de licenciatura, de graduação plena, de formação de professores de educação básica de nível superior. 

     

     

    Resolução CNE/CP nº1/2006, que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia, Licenciatura. 

Entendendo o aspecto profissionalizante, o estágio curricular pode ser considerado ainda uma atividade de extensão universitária, na qual os aprendizes tomam consciência da realidade social e podem participar de procedimentos e projetos de interesse social, como forma de ação comunitária. Além do aspecto de ensino e extensão é uma privilegiada forma de realização de prática investigativa. O estágio como “investigação das práticas pedagógicas nas instituições educativas” implica segundo tais autoras, um profissional pensante, que vive num determinado espaço e num certo tempo histórico, capaz de vislumbrar o caráter coletivo e social de sua profissão. Nesse sentido, a pesquisa na prática docente durante o estágio é desencadeada pelo processo de reflexão e problematização das situações pedagógicas que são complexas, pois o olhar externo (embora presumivelmente comprometido) do sujeito em formação implica uma capacidade de profundo exercício humilde e crítico sobre si mesmo em primeiro lugar, mas em si mesmo nos espaços, tempos e contextos de interação. 

O estágio, objetiva proporcionar aos estudantes à possibilidade de compreensão das diretrizes da educação, compreender a dinâmica da realidade, organizar e conduzir, juntamente com os gestores da escola, espaços de reflexão sobre a organização escolar brasileira e da escola, conforme demandas identificadas, identificando os processos pedagógicos que ocorrem nas instituições escolares e também fora delas, nos movimentos sociais, equacionando os fundamentos das políticas públicas contribuindo assim para a construção de saberes e conhecimentos no campo educacional.   

 

A Prática Educativa será constituída de várias atividades, tais como:

Para acesar o Ementário do curso de Licenciatura Plena em Pedagogia, clique aqui. 

 
 
TwitterYoutube2FacebookOrkutBloggerGoogle2Picasa2

Portal do Aluno

Portal do Aluno